Você está considerando adquirir um imóvel novo? Muitas dúvidas surgem nesse momento e uma das mais frequentes é entre construir o seu imóvel, comprar na planta ou comprar pronto. Aqui vamos abordar as principais implicações de cada uma delas.

Se você considera construir, existem duas opções: contratar um técnico responsável para administrar e executar a obra, seja uma empreiteira, um engenheiro, arquiteto ou construtora, ou você mesmo(a) faz a administração da obra, contratando as funções técnicas e operacionais.

Construir meu próprio imóvel

Essa opção é considerada principalmente por aqueles que preferem casa, porque pode ser a mais econômica e flexível com o prazo de execução, além de permitir fazer o projeto ao seu gosto.

Essa alternativa é mais econômica quando dispensa a contratação de uma gestão de obras. No entanto, em qualquer situação são necessários gerenciamento e planejamento: gerir a equipe, suprimentos, prazo, entre outros fatores que, se não forem bem estruturados, podem acarretar problemas.

Um caso comum é de pessoas que iniciam a obra sem ter um planejamento financeiro e chegam a determinado ponto sem dinheiro para avançar, perdendo a qualidade do que já foi executado e o prazo que tinha em mente, podendo até precisar gastar mais.

Comprar na Planta

Há algumas vantagens em se investir em um imóvel na planta, a começar pela valorização e qualidade do imóvel: casas e apartamentos na planta costumam ter preços por metro quadrado menores que imóveis já prontos e a garantia de ter um imóvel novo, que nunca foi habitado, porém exige que você aguarde o tempo de construção.

Eles se valorizam porque, quando são comercializados na planta, o valor do metro quadrado não é o mesmo do que quando estão prontos. Ocorre uma atualização nos valores de mercado durante os meses em que o imóvel está sendo construído, fazendo com que o preço de venda quando pronto seja maior do que quando você adquiriu.

Outro ponto forte é que você tem a certeza de estar recebendo um imóvel 100% novo, com garantia, vistoriado e que nunca foi habitado antes. Assim, você não terá problemas causados por moradores anteriores. Deve-se exaltar a importância do profissional técnico quando se contrata um responsável pela obra, pois assim ela terá garantia.

Mas atenção ao confiar seu investimento a um terceiro. Mesmo profissionais podem falhar no planejamento financeiro e ocorrer o que foi dito anteriormente: chegar a um ponto onde não há dinheiro para continuar a obra. Para evitar problemas assim procure sempre se informar a respeito da construtora com a qual você está fechando negócio. Conheça seu histórico e a relação com o mercado, converse com outros clientes a respeito das experiências que eles tiveram e, principalmente, dê preferência a quem já tem experiência e entrega habitações de qualidade. Você pode até mesmo visitar empreendimentos que já foram entregues por aquela empresa se for possível.

Empresas saudáveis têm boa relação e crédito com o mercado, regularidade nos processos e ações documentadas. Além disso, uma construtora coerente não verá problemas em apresentar os documentos de interesse do comprador, como: registro de incorporação, projeto aprovado pela prefeitura, alvará de construção e o próprio contrato de compra e venda.

Outro fator é a documentação. O imóvel só será transferido para o nome do comprador após a certidão de habite-se, emitida pela prefeitura municipal, onde um profissional vistoria o empreendimento após a conclusão da obra e confere se está de acordo com o projeto aprovado e se tem condições seguras de habitação. Se a construtora não for séria com o projeto ou tiver pendências com os órgãos envolvidos você pode não ter a posse do seu imóvel legalmente.

O prazo é mais uma consideração importante quando a venda é efetuada antes do início das obras. Quando se trata de tempo de construção, nem sempre há precisão, mas é possível prever um período de duração aproximado. Se o prazo de entrega depende de algo específico esse item também deve ser considerado na estimativa de duração.

Imóvel Pronto

Adquirir um imóvel pronto também tem lá seus pontos fortes. O principal é poder conferir a documentação e usufruir imediatamente. Isso porque uma vez que a compra foi efetuada e a documentação foi transferida, você não precisa esperar o tempo de construção para se mudar.

Além disso, o próprio comprador pode contratar alguém para averiguar as instalações, garantindo que o lugar está em bom estado. Se for um imóvel novo e ele tiver sido bem construído as chances de haver problemas é menor, e a construção poderá estar em período de garantia.

Se o imóvel fizer parte de um condomínio, haverá moradores em outras unidades e o interessado poderá perguntar como é viver ali, a qualidade da construção, o serviço de atendimento e assistência e aspectos importantes daquela região.

É claro que, assim como o imóvel na planta, comprar um imóvel pronto também tem seus pontos mais delicados. Dependendo da idade da construção, algumas instalações podem precisar de reparos, principalmente construções mais antigas.

Também é valido fazer uma consulta no cartório de registro de imóveis local a respeito da matrícula do imóvel. Através dela você sabe o histórico e a situação documental do mesmo. Imóveis construídos de forma irregular não estarão com a averbação da construção e sua descrição correta na respectiva matrícula.  

Bom, agora você já conhece alguns fatores a serem considerados para a compra de um imóvel. É importante que você saiba analisar todos os pontos de acordo com suas necessidades e, é claro, buscar auxílio de profissionais que te ajudem com todos esses fatores para se certificar de que estará fechando um bom negócio.

Deixe uma resposta

Fechar Menu